Rondonópolis: Suspeito de provocar curto-circuito que causou morte de bebê tentava tirar pipa de fiação com linha amarrada a uma pedra

Rondonópolis: Suspeito de provocar curto-circuito que causou morte de bebê tentava tirar pipa de fiação com linha amarrada a uma pedra

Polícia Civil de Rondonópolis (MT) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Ana Elisa, de 8 meses.

Por G1 MT 29/04/2020 - 10:40 hs

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a morte de Ana Elisa Romero, de 8 meses, em Rondonópolis, na região sul do estado, no domingo (26), depois que a linha de uma pipa enroscou na fiação elétrica da rua e causou o rompimento de um cabo de alta tensão.

A polícia informou que a pessoa que causou o curto circuito e o rompimento do fio usou uma linha amarrada a uma pedra para tentar tirar a pipa do fio de alta tensão. A polícia apura todas as circunstâncias que levaram a morte da criança. Ninguém foi responsabilizado até agora.

Pipa enroscou em fiação elétrica e causou curto circuito — Foto: Messias Filho/Gazeta MTPipa enroscou em fiação elétrica e causou curto circuito — Foto: Messias Filho/Gazeta MT

O corpo de Ana Elisa foi enterrado nessa segunda-feira no cemitério da Vila Aurora, em Rondonópolis. A família diz que um homem, ainda não identificado, tentava pegar uma pipa pendurada no fio.

Ele usou uma linha amarrada a uma pedra, como confirmou a Polícia Civil, e foi nesse momento que houve o curto circuito.

O fio de alta tensão se rompeu e atingiu a criança e mais cinco pessoas que estavam sentadas na calçada. Ana Elisa morreu na hora. As outras pessoas precisaram de atendimento médico, mas já estão bem.