Aneel autoriza reajuste na tarifa de energia em MT a partir de 1º de julho

Aneel autoriza reajuste na tarifa de energia em MT a partir de 1º de julho

A previsão era reajustar a partir desta quarta-feira (8), mas a data foi adiada por causa da pandemia de Covid-19.

Por G1 MT 08/04/2020 - 11:57 hs

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou nessa terça-feira (7) o reajuste na tarifa de energia no estado a partir de 1º de julho deste ano. A previsão era reajustar a partir desta quarta-feira (8), mas a data foi adiada por causa da pandemia de Covid-19.

A tarifa será reajustada em 2,47%.

De acordo com a Energisa, a concessionária de energia, o reajuste tarifário é regulado pela Aneel e está previsto no contrato de concessão da empresa.

A concessionária afirma que os contratos trazem a metodologia de cálculo dos reajustes. Pela norma, o valor da tarifa poderá ser reajustado anualmente – o chamado Reajuste Tarifário Anual – e a cada cinco anos, no processo de Revisão Tarifária Periódica.

Conforme a concessionária, o reajuste está diretamente relacionado com o indicador inflacionário usado no contrato de concessão da empresa, o chamado IGPM, cuja média ao longo de 2019 foi de 6,8%.

A tarifa de energia elétrica é composta por custos da distribuição e os custos de transmissão e geração de energia, além de encargos e impostos.

A parte que cabe à distribuidora de energia representa apenas 25,67% da composição da tarifa. É por meio dessa parcela que a Energisa Mato Grosso distribui energia a todos os clientes, paga funcionários, fornecedores e prestadores de serviço, mantém e amplia a rede e os sistemas elétricos, além de investir na modernização e melhoria crescente da qualidade dos serviços prestados.