Com doações, projetos da Cufa vão doar R$ 120 a mães e cestas básicas para famílias que não recebem bolsa-família em MT

Com doações, projetos da Cufa vão doar R$ 120 a mães e cestas básicas para famílias que não recebem bolsa-família em MT

Dinheiro é para contribuir na compra de gás, medicamentos e outros insumos, além da alimentação. Cerca de 650 mães devem ser cadastradas no estado.

Por G1 MT 07/04/2020 - 16:09 hs
Foto: Cufa-MT
Em Mato Grosso, a Central Única de Favelas (Cufa) está arrecadando alimentos e produtos de higiene e limpeza para doar às famílias que estão passando por dificuldades financeiras devido à pandemia da Covid-19. O projeto Mães da Favela vai doar valores em dinheiro.

De acordo com o presidente nacional da Cufa, Anderson Marques Zanovello, que as campanhas foram idealizadas por um grupo de lideranças e instituições também no estado para que a campanha tenha maior abrangência.

Ele disse que o grupo já conseguiu centenas de cestas básicas que devem ser entregues em breve às famílias de mais de 10 municípios do estado. Estão sendo arrecadados todos os tipos de alimentos, produtos de higiene pessoal e água potável.

Além da arrecadação de alimentos, nesta segunda-feira (6), começou o projeto Mães da Favelas, que vai doar R$ 120 às mães pelo aplicativo pic pay durante dois meses. Esse valor é para contribuir por exemplo, na compra de gás, medicamentos e outros insumos além da alimentação para às famílias.

“Vamos alcançar várias cidades do estado com este projeto, mas sabemos que ainda é pouco. E o projeto Mães da Favelas é direcionado apenas às mães que estão com muitas dificuldades e não recebem bolsa-família. São aquelas que são responsáveis pelo sustento da casa e estão sem renda no momento. Por conta disto, também a campanha para arrecadar alimentos e produtos de higiene”, explicou Anderson.

Alimentos arrecadados são doados às famílias — Foto: Cufa-MTAlimentos arrecadados são doados às famílias — Foto: Cufa-MT

O cadastro das mães será feito por meio de um aplicativo que ainda está sendo finalizado e uma equipe de voluntários vai até as residências fazer o cadastramento. A finalização do aplicativo de cadastro será concluída após resolução de questões de segurança da organização.

O presidente e coordenador no estado explicou que são 10 pontos de arrecadação de alimentos, um na região do CPA 2, Rua Juína nº 10, quadra 18, em Cuiabá e o outro na Rua Presidente Pimenta Bueno nº 08, no Bairro Cohab Cristo Rei, em Várzea Grande na região metropolitana da capital.

As distribuições das doações na região metropolitana ainda serão realizadas em 35 bairros. Os outros pontos estão localizados em oito municípios do estado: Colíder, Sinop, Sorriso, Marcelândia, Guarantã do Norte, Alta Floresta, Rosário Oeste, Peixoto de Azevedo e Matupá.

As doações para o Projeto Mães da Favela são feitas pelo site e pode ser doado qualquer valor. Todo o dinheiro arrecadado é exibido em tempo real na plataforma para conhecimento popular. O projeto é nacional e vai beneficiar várias famílias em situação de pobreza em Mato Grosso.

O coordenador da campanha no estado disse que a previsão é cadastrar cerca de 650 mães em Mato Grosso.

A Fundação André e Lúcia Maggi doaram cerca de 320 cestas básicas para a Cufa, que ainda serão entregues pela instituição.

“Estou feliz porque estou vendo muitas lideranças neste momento buscando soluções para suas comunidades. Apesar de ser um momento que ninguém sabe ainda se vai resolver, porém, as pessoas estão buscando e se unindo. Mas ainda tem muitas famílias que não tem nem o que comer em casa. E precisamos fazer algo”, manifestou Anderson.