Uso de máscaras será obrigatório em Mato Grosso a partir da próxima semana, diz governador

Uso de máscaras será obrigatório em Mato Grosso a partir da próxima semana, diz governador

O governador, no entanto, ainda não informou as punições para quem descumprir as regras.

Por Olhar Direto 07/04/2020 - 11:58 hs

O uso de máscaras para diminuir a possibilidade de contágio pelo novo coronavírus (Covi-19), que hoje é sugerido pelo governo de Mato Grosso, será compulsório em lugares públicos a partir da próxima semana, segundo Mauro Mendes. O governador, no entanto, ainda não informou as punições para quem descumprir as regras.
 
“Nós estamos fazendo uma campanha, e isso já é recomendado pelo Ministério da Saúde de forma muito clara, e temos grandes exemplos ao redor do planeta de países, olha lá no Japão, a quantidade de gente que tem no Japão, e a quantidade muito pequena de casos que tem lá. Olha o exemplo da Coreia do Sul, são países que quando você passa uma imagem, se as pessoas observarem, nós vamos ver que quase 100% das pessoas na rua estão usando máscara. Você sai de casa, vai trabalhar, está sempre com a máscara”, disse, em entrevista na manhã desta terça-feira (7) à rádio Jovem Pan.
 
Segundo o governador, esta primeira semana de campanha é para conscientizar a população. Por isso, a recomendação é divulgada em diversas mídias e muitas máscaras de fabricação caseira foram distribuídas gratuitamente nas ruas. Na próxima semana, a medida deve se tornar obrigatória. “Quando você coloca uma máscara você está evitando de contaminar pessoas e de ser contaminado”, disse. “Claro que tem que vir sempre acompanhado de outras medidas, e a principal delas é lavar as mãos frequentemente”.
 
Testagem em massa
 
Apesar de usar o exemplo da Coreia do Sul como case de sucesso no uso de máscaras, o governador afirmou que não vai seguir outro protocolo deste país: a testagem em massa. “Isso aí ninguém conseguiu fazer, imaginar que a gente vai conseguir comprar 3 milhões de testes... primeiro que não acha isso aí no mercado para comprar assim. E não adianta nada, eu posso testar você hoje e você não tem, beleza, mas e amanhã se você pegar? Vou ficar testando você toda semana? Três milhões de testes toda semana? Operacionalmente é impossível fazer isso”, declarou, na mesma entrevista.
 

Atualmente, o Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen-MT) faz 400 testes por dia. A expectativa do governador é receber em breve vinte mil testes rápidos comprados da China, mais 7 mil enviados pelo governo federal. A testagem segue somente em pacientes com sintomas graves, hospitalizados.