Profissionais da saúde de Altamira no PA denunciam corte salarial em meio à crise da Pandemia

Profissionais da saúde de Altamira no PA denunciam corte salarial em meio à crise da Pandemia

Ainda, os servidores declararam que falta equipamentos de proteção individual, como máscaras e álcool em gel.

Por G1 Pará 07/04/2020 - 11:03 hs

Servidores da área da saúde de Altamira, sudeste do Pará, denunciam corte salarial sem justificativa em meio à crise da pandemia. Na segunda-feira (6), os profissionais se reuniram em frente à Secretaria Municipal de Saúde pedindo esclarecimentos. Altamira tem um caso confirmado da COVID-19, em um homem de 37 anos que se encontra em isolamento domiciliar, de acordo com o último boletim epidemiológico.

De acordo com os servidores afetados, que atuam como vigilantes, auxiliares de serviços gerais e técnicos de enfermagem, o corte salarial está acontecendo pelo segundo mês consecutivo. Ainda, os profissionais que atuam nas unidades de saúde de Altamira, denunciam a falta de equipamentos de proteção individual, como máscaras e álcool em gel.

O Conselho Municipal de Saúde cobrou explicações à secretaria sobre o corte salarial de diversos profissionais concursados e temporários. Na última semana, uma comissão do Sindicato dos Profissionais de Saúde visitou a UPA de Altamira, o Hospital Geral e algumas unidades de saúde e comprovou a falta de itens de proteção.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Altamira disse que não houve redução salarial e que os servidores que se sentiram prejudicados devem procurar o departamento de recursos humanos da Sesma. Com relação aos equipamentos de proteção, a secretaria informou que teve dificuldade para adquirir os itens mas já está realizando o abastecimento em unidades de saúde do município.