Marido que espancou violentamente mulher é preso após fugir do flagrante em Nova Canaã do Norte

Marido que espancou violentamente mulher é preso após fugir do flagrante em Nova Canaã do Norte

Devido a gravidade dos ferimentos ela precisou ser transferida para o Hospital Regional de Colíder. Ela levou alguns pontos no nariz, no olho e também na bochecha.

Por G1 MT 18/11/2020 - 17:36 hs

O marido suspeito de agredir violentamente a mulher de 18 anos em Nova Canaã do Norte, a 699 km de Cuiabá, foi preso nesta quarta-feira em Paranaíta. Ele se apresentou na delegacia da Polícia Civil, onde foi cumprido o mandado judicial de prisão preventiva.

No dia 9 de novembro, a Polícia Civil de Nova Canaã do Norte foi comunicada pela Polícia Militar de que uma mulher foi vítima de violência doméstica e deu entrada no posto de saúde do município com diversos ferimentos e hematomas no rosto e pelo corpo.

A vítima, de 18 anos, informou aos policiais militares que as agressões foram causadas pelo companheiro. Após os primeiros socorros, ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Colíder devido à gravidade das lesões, onde permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Jovem de 18 anos foi agredida pelo marido em MT — Foto: Divulgação

Jovem de 18 anos foi agredida pelo marido em MT — Foto: Divulgação


O rosto da jovem ficou muito machucado. Devido a gravidade dos ferimentos ela precisou ser transferida para o Hospital Regional de Colíder. Ela levou alguns pontos no nariz, no olho e também na bochecha.

Após a instauração do inquérito pela Polícia Civil, pelo crime de lesão corporal qualificada, a delegada Paula Gomes Araújo representou pela prisão preventiva do suspeito, deferida pela Comarca de Nova Canaã do Norte. Contudo, em função do período eleitoral, não foi possível cumprir o mandado, pois o Código Eleitoral veda prisões no período de cinco dias antes do pleito e até 48 horas após o encerramento das eleições, salvo se for em flagrante delito ou decorrente de sentença condenatória.

No caso do suspeito, ele estava foragido e não há ainda sentença criminal condenatória por crime inafiançável.

A delegada Paula Araújo encaminhou ao delegado de Paranaíta, Antenor Pimentel Jr., carta precatória para a realização de interrogatório do suspeito.

Após o cumprimento dos procedimentos policiais, o suspeito será encaminhado à unidade prisional de Alta Floresta.