Polícia indicia suspeito de matar, estuprar e esconder corpo de menina de 5 anos em MT; restos mortais ainda não foram localizados

Polícia indicia suspeito de matar, estuprar e esconder corpo de menina de 5 anos em MT; restos mortais ainda não foram localizados

Antônio Ramos Escobar, de 58 anos, está preso e confessou a morte de Sara, há 10 anos.

Por G1 MT 24/09/2020 - 15:31 hs

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurou a morte de Sara Vitória Fogaça Paim, em de Sorriso, na região norte do estado, e indiciou Antônio Ramos Escobar, de 58 anos, por três crimes: homicídio qualificado por emprego de asfixia, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver.

A vítima está desaparecida desde 2010. À época ela tinha 5 anos.

Antonio Ramos Escobar, de 58 anos, está preso — Foto: Divulgação

Antonio Ramos Escobar, de 58 anos, está preso — Foto: Divulgação

O suspeito está preso há mais de duas semanas. Depois da prisão, ele confessou ter matado a criança.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE).

O delegado André Ribeiro, responsável pelas investigações, explicou que a Promotoria tem até semana que vem para analisar os documentos e decidir se denuncia ou não o suspeito. Antônio deve ir a júri popular.

Polícia Civil de Sorriso faz escavações para localizar os restos mortais de Sara Vitória Fogaça Paim — Foto: Polícia Civil de Sorriso

Polícia Civil de Sorriso faz escavações para localizar os restos mortais de Sara Vitória Fogaça Paim — Foto: Polícia Civil de Sorriso

Apesar do inquérito ter sido concluído, as investigações sobre o crime continuam, já que até agora os restos mortais da menina sara não foram encontrados.

No início do mês os policiais estiveram em um terreno baldio, indicado pelo suspeito para procurar os restos mortais da menina, mas nada foi encontrado. Segundo o delegado, também foram realizadas buscas em outros locais da cidade.

Além dos crimes contra Sara, o suspeito deve responder pelo abuso sexual de pelo menos quatro crianças.

De acordo com a polícia, o homem confessou todos os crimes.