Ex-secretário é condenado a 18 anos de prisão e multa de R$ 136 milhões por corrupção e lavagem de dinheiro em MT

Ex-secretário é condenado a 18 anos de prisão e multa de R$ 136 milhões por corrupção e lavagem de dinheiro em MT

A pena será em regime fechado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, investigados na Operação Ararath.

Por G1 MT 15/09/2020 - 15:31 hs

O juiz da 5ª Vara Federal de Mato Grosso, Jeferson Schneider, condenou o ex-secretário de Fazenda, Éder Moraes, a 18 anos e 4 meses de prisão, inicialmente em regime fechado por pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, investigados na Operação Ararath.

A defesa do ex-secretario disse que vai recorrer da sentença no Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A decisão também determina o pagamento de 512 dias-multa e indenização atualizada de mais de R$ 136 milhões.

A condenação é sobre processos investigados na Operação Ararath, relacionados a fraudes em incentivos fiscais concedidos a empresários do setor de transportes, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A primeira fase da operação começou novembro de 2013 para desarticular a quadrilha envolvida em lavagem de dinheiro através de factorings de fachadas e outras empresas.

Em 2015, Éder foi preso por ter quebrado 92 vezes os termos da utilização de monitoração eletrônica (tornozeleira). As regras teriam sido descumpridas no período de 60 dias.

Desde então, ele é monitorado por tornozeleira eletrônica.