Funcionários dos Correios de Mato Grosso decidem entrar em greve

Funcionários dos Correios de Mato Grosso decidem entrar em greve

Eles brigam contra o chamado ‘Pacote de Maldades’, que retirou diversos direitos da categoria.

Por Olhar Direto 04/08/2020 - 09:42 hs
Foto: Ilustrativa
Os trabalhadores dos Correios em Mato Grosso decidiram cruzar os braços, em assembleia geral realizada na última sexta-feira (31). A greve, por tempo indeterminado, terá início às 22 horas do dia 17 e não mais nesta terça-feira (04), como era esperado. Eles brigam contra o chamado ‘Pacote de Maldades’, que retirou diversos direitos da categoria.
 
Os trabalhadores lutam contra a privatização da empresa, por concurso público (último realizado foi em 2011) e pela manutenção do Acordo Coletivo 2019/2020.
 
Houve uma rediscussão no calendário nacional pela unificação das datas entre todos os 36  sindicatos dos trabalhadores nos Correios do país. Por conta disto, a data da paralisação mudou para o dia 17 de agosto.
 
O Sindicato dos Trabalhadores nos Correios em Mato Grosso e outros eram pela greve a partir do dia 4, mas foram votos vencidos.
 
No início de julho,  os trabalhadores foram surpreendidos pela decisão do general Floriano Peixoto de retirar 70 dos 79 direitos assegurados em Acordo de Trabalho, ainda em vigência, assinado com intermediação do TST no dissídio coletivo proposto pela própria empresa, ano passado.
 
Nos próximos dias o STF julgará se a empresa será obrigada ou não a respeitar a vigência do Acordo 2019 a julho de 2021.