Acusado de agredir esposa, Leonardo Campos retorna à presidência da OAB-MT

Acusado de agredir esposa, Leonardo Campos retorna à presidência da OAB-MT

Leonardo é acusado de praticar agressão contra Luciana Póvoas. O presidente da OAB-MT chegou a ser detido durante o dia 27 de maio após ser enquadrado pela Lei Maria da Penha.

Por Olhar Direto 04/07/2020 - 12:08 hs

O advogado Leonardo Campos retornou ao posto de presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso (OAB-MT), na quinta-feira (2). Ele havia se licenciado do cargo após ser acusado de agredir a esposa. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Ordem. 

Em seu primeiro dia após o retorno, Campos tratou com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), apelando para que o administrador recue sobre o rodízio de veículos e pessoas na Capital. Ainda na quinta-feira a imprensa noticiou que o Ministério Público (MPE) denunciou Leonardo Campos com base na acusação de agressão.  

Leonardo é acusado de praticar agressão contra Luciana Póvoas. O presidente da OAB-MT chegou a ser detido durante o dia 27 de maio após ser enquadrado pela Lei Maria da Penha.

Na noite da agressão a Polícia Militar foi acionada. No local, a advogada Luciana Póvoas relatou que seu companheiro, Leonardo Campos, chegou em casa aparentando ter ingerindo bebida alcoólica. O casal discutiu. O presidente da OAB-MT teria empurrado a companheira, caracterizando ato de agressão.

 O juiz Jamilson Haddad Campos, titular da Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, concedeu liberdade a Leonardo Campos, imponto três medidas protetivas. Após ser liberado, Leonardo Campos emitiu nota, afirmando que não houve agressão.