Em reunião em Brasília, ministro promete retomar duplicação da BR-163 em 2021

Em reunião em Brasília, ministro promete retomar duplicação da BR-163 em 2021

A concessão é da Rota Oeste, desde 2014, e as obras estão paradas porque a empresa não conseguiu o financiamento junto ao BNDES. Pelo plano, a empresa deveria duplicar 453 km da rodovia - num investimento em torno de R$ 6,8 bilhões.

Por RD News 03/07/2020 - 11:46 hs

O ministro de Infraestrutura Tarcísio de Freitas garantiu ao governador Mauro Mendes que as obras da duplicação da BR-163 serão retomadas. De acordo com o ministro, a previsão é que até o próximo ano a duplicação já esteja em andamento.“Em relação à BR-163, estamos firmes no compromisso de retomar o mais rápido possível. Estamos perto do desfecho. Com certeza no ano que vem já estaremos com as obras acontecendo”, disse Tarcísio.

A fala ocorreu durante reunião em Brasília, na última quarta (1º de julho), que também contou com a participação do deputado federal Neri Geller, representando a bancada federal de Mato Grosso. A concessão é da Rota Oeste, desde 2014, e as obras estão paradas porque a empresa não conseguiu o financiamento junto ao BNDES. Pelo plano, a empresa deveria duplicar 453 km da rodovia - num investimento em torno de R$ 6,8 bilhões.

Sem os recursos do BNDES a empresa cumpriu a meta de duplicação dentro de cinco anos, conforme estipulado no contrato de 30 anos. A empresa conseguiu duplicar um trecho de 117 km entre a divisa de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e Rondonópolis.

No encontro, Mauro destacou a importância dessa rodovia para Mato Grosso, uma vez que é um dos principais meios de escoamento da produção agrícola do Estado. “Falamos sobre a BR-163, a concessão e os problemas que temos enfrentado. O ministro mostrou o planejamento que o ministério tem para os próximos meses e, com isso, será possível resolver esse problema da duplicação de Cuiabá até Sinop", avalia. Mauro, entretanto, não deu detalhes sobre como o governo espera "destravar" as obras.

Infraestrutura

O governador também questionou sobre outras obras de interesse da população mato-grossense, como a BR-158, que há anos está “travada” por conta de um trecho que passaria dentro de reserva indígena, e também sobre as ferrovias.

“Sobre a BR-158, o ministro confirmou para nós que vai sair pelo contorno, ou seja, por fora da reserva indígena, que é a forma mais rápida, efetiva e eficiente de dar continuidade nessa obra”, adiantou.

“Também falamos da BR-242, da Ferrogrão, da Fico, da Ferronorte, que são assuntos importantes para o nosso estado que é um grande exportador e precisa de uma logistica eficiente”, comentou o governador.

O ministro adiantou que haverá boas novidades para Mato Grosso nesse âmbito.

“A Fico vai se tornar uma realidade em contrato ainda este ano, e ano que vem a gente deve ter a obra já andando. Nessa sexta-feira (03.07) vamos entregar oito pontes na BR-242. Estamos animados com o que vem pela frente para o Estado de Mato Grosso, que demanda muita infraestrutura”, concluiu.