Motorista de aplicativo é feito refém e espancado durante roubo em Lucas do Rio Verde

Motorista de aplicativo é feito refém e espancado durante roubo em Lucas do Rio Verde

Durante o trajeto, um dos passageiros agrediu o motorista e utilizou uma faca para anunciar o roubo. Os criminosos exigiram todo dinheiro e o aparelho celular da vítima.

Por Olhar Direto 01/06/2020 - 10:15 hs

Um motorista de aplicativo foi espancado e ainda ficou por mais de uma hora amarrado dentro do porta-malas do seu veículo durante um assalto. O crime aconteceu por volta das 19 horas da última sexta-feira (29) na cidade de Lucas do Rio Verde (335 km de Cuiabá).

De acordo com a Polícia Militar, uma guarnição policial realizava rondas na região do bairro Parque das Américas quando se depararam com um o veículo parado na Avenida das Nações. O carro estava com os faróis ligados e as portas abertas.

Populares informaram que, minutos antes, dois suspeitos teriam abandonado o veículo e fugido para uma mata. Ao realizarem buscas no veículo, perceberam a presença da vítima dentro do porta-malas.

Após ser desamarrada, a vítima relatou aos policiais que é proprietário do veículo e trabalha como motorista de aplicativo. Na noite de sexta-feira, foi solicitado para fazer uma corrida, que teve início no bairro Parque das Araras. Lá, dois passageiros embarcaram com destino ao bairro Parque das Américas.

Durante o trajeto, um dos passageiros agrediu o motorista e utilizou uma faca para anunciar o roubo. Os criminosos exigiram todo dinheiro e o aparelho celular da vítima.

Os suspeitos ordenaram que a vítima dirigisse até uma rua deserta no mesmo bairro, onde o amarraram e colocaram no porta-malas. A partir de então, um dos suspeitos tomou a direção do carro e seguiram por diversas ruas da cidade, até parar nas proximidades da rodovia BR-163.

Em um local distante, retiraram a vítima do porta-malas, a agrediram com socos e depois colocaram novamente no carro e voltaram a circular, até abandonar o veículo na Avenida das Nações.

Diante do ocorrido, diversas guarnições realizaram rondas nas proximidades da mata para encontrar os autores do roubo, porém, até o momento ninguém foi preso.