Vendedores de colchões que abordaram moradores de Confresa não são criminosos, entenda o que houve

Vendedores de colchões que abordaram moradores de Confresa não são criminosos, entenda o que houve

O delegado da cidade pede para que a população se tranquilize, pois o trabalho é lícito

Por Olhar Alerta 30/05/2020 - 12:08 hs

Nos últimos dias, as Polícias Civil e Militar de Confresa receberam diversas denúncias e solicitações sobre casos em que supostos vendedores de uma marca de colchões estariam indo até as residências e feito perguntas a respeito dos moradores.

De acordo com informações repassadas pelo Delegado André Rigonato, em uma operação conjunta com a PM, investigadores da PJC encontraram os vendedores e esclareceram a situação.

Tratam-se de funcionários de uma empresa que realiza pesquisa de mercado para se instalar no município e dar início às vendas, e não de criminosos que colhem informações pessoais para furtar as residências em momento oportuno.

Portanto, o delegado pede para que a população se tranquilize, pois o trabalho é lícito e de uma empresa real. Os colaboradores foram orientados com relação às abordagens em tempos de pandemia de Covid-19 e liberados posteriormente.