Colíder registra primeiro caso confirmado de coronavírus

Colíder registra primeiro caso confirmado de coronavírus

O resultado foi enviado nesta quarta-feira pelo Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen). A paciente está isolada em sua residência e sendo monitorada pela Secretária de Saúde.

Por Assessoria 20/05/2020 - 18:00 hs

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta quarta-feira (20.05) o primeiro caso de paciente com coronavírus. Segundo o secretário Rafael Bosco, trata-se de uma mulher de 24 anos, moradora da cidade e que retornou de uma viagem a Sinop. A coleta do material foi realizada no dia 18 de maio pela equipe do Hospital Regional.

O resultado foi enviado nesta quarta-feira pelo Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen). A paciente está isolada em sua residência e sendo monitorada pela Secretária de Saúde. “Ela está estável, apresenta sintomas leves e sendo acompanhada pela equipe da Vigilância Epidemiológica e pelos profissionais do seu PSF de referência”, relata Rafael Bosco.

A Secretaria de Saúde está investigando todas as pessoas que tiveram contato com a mulher infectada. “Estão sendo levantados nomes para a realização de testes rápidos”, reforça Bosco. “Então a gente pede à população que redobre as nossas medidas preventivas. Vamos evitar que essa doença se alastre em nosso município. Somente com a ajuda de toda a população nós vamos conseguir minimizar esse impacto em Colíder”.

MÁSCARA E DISTANCIAMENTO SOCIAL

O prefeito Noboru Tomiyoshi diz que as equipes de saúde de Colíder estão atentas e preparadas para atender casos suspeitos. Pontua que os moradores devem reforçar as medidas de higienização, usar máscara, sair de casa somente quando necessário, manter o distanciamento social e evitar aglomerações, festas e reuniões familiares.

“É nesse sentido que a gente pede à população que redobre a segurança. Tome cuidado, porque esse caso confirmado é assintomático [que não apresenta ou não constitui sintoma]. Essa pessoa transitou durante todos esses dias por Colíder, teve contato com moradores e pode ter transmitido a doença para mais pessoas”, alerta o gestor.