As conveções são um ótimo termômetro para medir a febre dos políticos. Preste atenção.

As conveções são um ótimo termômetro para medir a febre dos políticos. Preste atenção.

Observe, eleitor. A disputa, os jeitinhos e as tendências já estão aos seus olhos. Pare pra ver.

Por Leandro Lima 13/09/2020 - 18:13 hs

Tava vendo aqui, de longe, lá em Sinop a eleição já mostra quem tá preocupado com a cidade e quem tá com a cabeça voltada para os arranjos e desarranjos políticos.

Juarez Costa com sua experiência, traquejo e estranhamente deixando o Congresso Nacional para ser prefeito do interior, fez convenção sem vice. Pode... mas não fica bem, né?

O Roberto Dorner deixou um vereador, o Bortoli,  um cara que anda nos bairros e sabe o que o povo pensa, para se juntar ao Dalton Martini como seu vice. Pode? Pode sim, são bons homens, empresários, agros, mas não juntam nada que já não esteja juntado. 

Rosana Martinelli jogou a convenção dela para os minutos finais. Hora, se tivesse certeza do que quer e que vai disputar, já tinha fechado negócio.

O Dr Jorge Yanai deu no fim de semana uma demonstração de organização e certeza do que quer para a cidade dele. Já foi pra convenção com uma vice que é o oposto mas não o contraditório a ele, uma policial militar de 41 anos. Deu vez, vóz e projeção de imagens aos seus pretensos vereadores.

Pelo que sei ainda tem convenções em aberto, outros candidatos como o Delegado Sergio e o Marcelo Stachim.  Sei também que até o dia 26 que é o prazo para registro das candidaturas, muita coisa pode mudar.

Observe, eleitor. A disputa, os jeitinhos e as tendências já estão aos seus olhos. Pare pra ver.

Leandro Lima é empresário, CEO das Organizações Olhar Cidade, comunicador há 20 anos e trabalha com marketing político.