Fotografias mostram como era a rotina dos caminhoneiros na BR-163

Sob pressão para ocupar a região Amazônica, o governo determinou que o Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) do Rio Grande do Sul fosse para Cuiabá e instalasse uma base com o objetivo de implantar a BR-163, ligando a capital mato-grossense a Santarém, no Pará.

Considerada uma das rodovias de maior importância para o escoamento de grãos centro-oeste brasileiro, as obras da BR-163 iniciaram em 1971 e faziam parte do Plano de Integração Nacional (PIN) do Governo Militar, cujo tema era: “Integrar para não Entregar!”

A história da BR-163

Sob pressão para ocupar a região Amazônica, o governo determinou que o Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) do Rio Grande do Sul fosse para Cuiabá e instalasse uma base com o objetivo de implantar a BR-163, ligando a capital mato-grossense a Santarém, no Pará.

Foram cinco anos de muito trabalho, desafios e também perigos, pois se tratava da ocupação de uma região inóspita. Ainda em 1971, o coronel José Meireles assume o comando do 9º BEC e dá início aos trabalhos

As situações enfrentadas por esses desbravadores eram críticas. Doenças tropicais, isolamento e até o contato com tribos indígenas traziam muitos desafios aos trabalhadores e militares. A inauguração da BR-163 ocorreu em 1976, quando os homens do 9º BEC encontram o 8º BEC na região sul do Pará, na Serra do Cachimbo, após cinco anos de trabalho.

Atualmente, a BR-163 possui 3579 km em sua extensão total; seu trecho principal liga as cidades de Tenente Portela, no Rio Grande do Sul, a Santarém, no Pará.

Caminhoneiros da BR-163

Com o fim do Período Militar em 1985, a BR-163 foi abandonada pelos governantes e se tornou um desafio aos motoristas que precisavam trafegar por ela.

Atoleiros, pontes de madeira sem manutenção, animais selvagens e o isolamento, faziam com que motoristas levassem semanas para percorrer alguns poucos quilômetros da rodovia.

Confira as fotografias:

Quase 40 anos depois do início das obras, o asfaltamento da BR-163 foi finalmente concluído no dia 27 de novembro de 2019, o 8º Batalhão de Engenharia de Construção (8° BEC), sob a gestão do Governo Bolsonaro.

Fonte: Jornal do Caminhoneiro

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *