Brasil leva título do Abu Dhabi Grand Slam Tour de Jiu-Jitsu no Parque Olímpico da Barra — Português (Brasil)

Os melhores lutadores de jiu-jitsu do mundo estiveram, no último fim de semana, na Arena Carioca 1 do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Na abertura da temporada 2022/2023, o público acompanhou o Abu Dhabi Grand Slam Tour de Jiu-Jitsu, torneio que reuniu os melhores faixas roxas, marrons e pretas, tanto no masculino quanto no feminino.

Na divisão por países, o Brasil conquistou o título geral ao somar 477.300 pontos. O segundo lugar ficou com os Emirados Árabes Unidos, com 25.500 pontos, enquanto os argentinos completaram o pódio ao somar 12.120 pontos.

Já na divisão por equipes, a campeã foi o GFTeam (Grappling Fight Team), que somou 77.700 pontos. O segundo lugar ficou com o Grupo Comando, ao conquistar 33.000 pontos, e o terceiro lugar foi para o Visão Jiu-Jitsu, com 24.900 pontos.

Durante o Abu Dhabi Grand Slam, os atletas foram divididos no masculino nas categorias: peso-pluma (-56kg), peso-pena (-62kg), peso-leve (-69kg), peso-meio-médio (-77kg), peso-médio (-85kg), peso-meio-pesado (-94kg) e peso-super-pesado (-120kg).

Já no feminino, as lutadoras foram divididas nas categorias: peso-galo (-49kg), peso-pluma (-55kg), peso-leve (-62kg), peso-médio (70kg) e peso-pesado (-95kg).

As lutas

As primeiras lutas foram disputadas na sexta-feira (29/07). Centenas de lutadores subiram ao tatame para competir nas divisões Master. Os campeões foram coroados nas faixas roxa, marrom e preta, do Master 1 ao Master 4.

Na divisão profissional, os jovens talentos das faixas roxa e marrom dominaram o segundo dia de combates. A faixa marrom é o ponto de partida para uma carreira de estrela internacional como competidor faixa preta. No Rio, a torcida presenciou alguns dos talentos mais promissores do circuito.

O terceiro e último dia do Abu Dhabi Grand Slam Rio de Jiu-Jitsu contou com os combates dos homens da faixa preta e as divisões feminina das faixas marrom e preta.

Grande nome do jiu-jitsu feminino da atualidade, Gabrieli Pessanha (peso-pesado até 95kg) entrou três vezes nos tatames. Ela finalizou Mayara Moreira e venceu Welma Moreira por 3 a 0 na semifinal. Na final, Gabrieli Pessanha bateu de frente com Ingridd Sousa. As duas jogaram na guarda, tentando conseguir a melhor posição. Pessanha saiu na frente com 2 a 0 no placar com uma raspagem. Gabi ficou no topo até o final para garantir a medalha de ouro. O terceiro lugar ficou com Welma Moreira.

Com informações do Ministério da Cidadania

Fonte Assessoria de Comunicação

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!