Técnica de enfermagem e mãe são presas por morte de policial em Cuiabá

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

As acusadas negaram os crimes ao prestarem depoimento na sede da delegacia

Foto: Divulgação

Uma técnica de enfermagem, identificada como Tatiane Borralho, foi presa no antigo Pronto-Socorro de Cuiabá, no final da tarde desta última quarta-feira (14), assim como a mãe dela, Ana Borralho. Elas são acusadas de ter mandado assassinar o policial militar Noel Marques da Silva, 52 anos – o crime aconteceu em agosto de 2020.

As prisões aconteceram após investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Conforme apurado pelo Repórter MT, interesses em herança e bens materiais teriam motivado a mulher a encomendar a morte do próprio marido.

As acusadas negaram os crimes ao prestarem depoimento na sede da delegacia.ASSASSINATOS

Noel Marques da Silva, de 52 anos, era PM aposentado e foi assassinado a tiros na frente de casa, na noite de 22 de agosto de 2020 – no Bairro Novo Colorado, em Cuiabá. Testemunhas disseram para Polícia Civil que o militar estava chegando na residência, em seu veículo, quando foi abordado por duas pessoas que atiraram várias vezes.

Em março deste ano, Noel Marques Júnior, que é filho do PM morto, também foi assassinado. Ele foi atingido por ao menos 3 tiros, no bairro Novo Tempo. Há suspeita de que ele tivesse sido morto como forma de ‘queima de arquivo’.

No mês passado, a DHPP prendeu um homem de 36 anos, como sendo um dos executores do crime. Ele é suspeito de envolvimento tanto no assassinato do pai, quanto do filho.

Fonte: Reporter MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *