Cuiabá e outras 7 capitais são as mais atrasadas na vacinação contra a Covid-19 por idade

Capital está vacinando pessoas com 50 anos ou mais sem comorbidades desde a semana passada

Cuiabá está vacinando pessoas de 50 anos ou mais — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT
Cuiabá está vacinando pessoas de 50 anos ou mais — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

Cuiabá e outras sete capitais são as mais atrasadas na vacinação contra a Covid-19 se comparada a outras unidades federativas. A capital de Mato Grosso só perde para Belo Horizonte, que está vacinando pessoas acima de 56 anos, sem comorbidades.

O levantamento dos dados foi feito pelo G1, com base em informações das 26 capitais e do Distrito Federal.

Vacinação por idade (sem comorbidades) nas capitais

UFCidadeIdade
MASão Luís18+
AMManaus34+
SEAracajú38+
ACRio Branco38+
ESVitória40+
PABelém42+
PERecife43+
RRBoa Vista43+
CEFortaleza44+
ROPoto Velho45+
MSCampo Grande46+
APMacapá47+
BASalvador47+
RNNatal47+
PBJoão Pessoa48+
DFBrasília49+
PITeresina49+
RJRio de Janeiro49+
ALMaceió50+
GOGoiânia50+
MTCuiabá50+
PRCuritiba50+
RSPorto Alegre50+
SCFlorianópolis50+
SPSão Paulo50+
TOPalmas50+
MGBelo Horizonte56+

Fonte: G1

A capital que está mais avançada na vacinação por faixa etária é São Luís, no Maranhão. É a primeira capital a vacinar pessoas adultas com idade acima de 18 anos sem comorbidades. Já a capital que está em ritmo mais lento, é Belo Horizonte, vacinando pessoas com idade acima de 56 anos.

Cuiabá abriu a vacinação para pessoas com 50 anos ou mais sem comorbidades na última quarta-feira (16). Ao todo, na capital, foram vacinadas 196.344 pessoas com a primeira dose. Esse número representa 23,17% da população total do município imunizada com a primeira dose.

Com a segunda dose, 65.195 pessoas já se vacinaram na capital. Mesmo com a baixa vacinação, a prefeitura do município estima que 454 mil adultos acima de 18 anos vivem em Cuiabá. Sendo assim, 42% de toda a população adulta está vacinada contra a Covid-19.

O grupo prioritário que mais se vacinou, até agora, foi o de trabalhadores da saúde. Um total de 30.040 pessoas da categoria já tomaram a primeira dose. O número está acima da meta estimada pelo Ministério da Saúde.

Em seguida, o grupo de idosos foi o que mais se vacinou. Foram 80.925 pessoas vacinadas, o que representa 106,2% da população estimada.

Dentre as categorias de trabalhadores do ensino básico e do ensino superior, 13.817 já haviam se vacinado até o dia 16 de junho, o que representa 79,4% da meta.

Entre as pessoas com comorbidades, 35.858 já tomaram ao menos a primeira dose, o que corresponde a 66,9% do público. No grupo prioritário de trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento, 5.352 já se vacinaram, ou seja, 61,2%.

Além disso, Cuiabá já vacinou mais de 2 mil pessoas do grupo de vulnerabilidade, composto por motoristas do transporte coletivo, carroceiros, catadores de material reciclável, trabalhadores da limpeza urbana, bem como pessoas em situação de rua.

Primeiro lote da Janssen

O primeiro lote com 1,5 milhões de vacinas da Janssen chegou ao Brasil, nesta terça-feira (22). Os imunizantes chegaram no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos onde será distribuído para outros estados.

Até a última semana, o Ministério da Saúde esperava receber um primeiro lote com 3 milhões de doses. Na quinta-feira (17), no entanto, o ministro Marcelo Queiroga informou que a carga não chegaria e apontou “questões regulatórias” dos Estados Unidos como motivo para o atraso.

Janssen é a vacina desenvolvida pela divisão farmacêutica do grupo Johnson&Johnson, que leva o mesmo nome. O imunizante apresentou eficácia de 66% para os casos moderados a graves, e de 85% para os casos graves.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) ainda não divulgou a quantidade de doses e quando os novos imunizantes chegam em Mato Grosso.

Fonte: G1 MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *