Secretaria alerta que gestantes precisam apresentar autorização médica para imunização contra a Covid-19

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Imunizações terão sequencia com a vacinação de caminhoneiros, população acima de 50 anos, gestante s e puérperas com comorbidades

Foto: TV Brasil Imagens/Arquivo

A Secretaria de Saúde e Saneamento orienta às gestantes que estão realizando o pré-cadastro on-line que há a necessidade de apresentar a autorização médica para a imunização.

Conforme o gestor da pasta, Luís Fábio Marchioro, muitas gestantes estão indo para os pontos de vacinação sem o documento e não há como realizar a imunização sem a apresentação da autorização.

 “Há algumas particularidades que precisam ser observadas: no dia 10 de maio a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou que não sejam imunizadas gestantes com a Astrazeneca e na mesma Nota Técnica (Nota Técnica 651/2021 da Anvisa) já fixou a recomendação de que além de usar os imunizantes Coronavac  ou Pzifer em gestantes, só sejam imunizadas mulheres grávidas que apresentem comorbidades ou que o médico avaliar como necessária a imunização, por isso, para gestantes sem comorbidades é necessária a apresentação da autorização médica”, explica. “Nós precisamos seguir a recomendação da Anvisa, por isso destacamos que todas devem portar o documento no momento da vacinação”, explica.

Imunizações

Marchioro destaca que nessa semana as imunizações terão sequencia com a vacinação de caminhoneiros, população acima de 50 anos, gestante s e puérperas com comorbidades, cujos cadastros estão abertos no site da Prefeitura. “E caso algum idoso, profissional ou da saúde ou da educação ficou sem ser imunizado, nos procure, ligue no 150 e agende a vacinação”, diz.

“Precisamos confiar na ciência; a vacina é a chance de estabelecermos uma imunidade maior e frearmos o número de contaminados, além é claro da necessária continuidade das medidas  preventivas como o uso da máscara, a higienização das mãos e o distanciamento social”, destaca.

Até o momento o Município recebeu 25.412 doses de imunizantes; 23.020 doses já foram aplicadas; 17.720 em primeira dose e 5.300 em segunda dose. Os dados constam do Portal localiza SUS, elaborado e mantido pelo Ministério da Saúde.

“Lembramos que independente de ter recebido uma ou as duas doses, os cuidados preventivos devem ser mantidos por toda a população”, frisa Marchioro.

Fonte: Portal Sorriso com Decom

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *