Secretaria de Assistência Social realiza trabalho de conscientização contra o trabalho infantil em Vila Rica

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

No Brasil, em 2019, havia 38,3 milhões de pessoas com entre 5 a 17 anos de idade, deste total, 1,8 milhão estavam em situação de trabalho infantil

Foto: Reprodução

A Prefeitura de Vila Rica, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social desenvolve, ao longo do ano, várias ações de enfrentamento ao trabalho infantil no nosso município. Pois acredita que a principal arma contra o trabalho infantil é a sensibilização da sociedade contra a exploração das crianças e adolescentes, que constitui uma grave violação aos direitos humanos.

Em alusão ao dia nacional e internacional de combate ao trabalho infantil a equipe do CRAS de Vila Rica realizou um trabalho de conscientização nas escolas e no comercio local, lembrando a sociedade dos direitos constituído por lei para a proteção de nossas crianças.

A secretária municipal da Assistência Social, Lucy Meiry, destacou a iniciativa que é realizada em âmbito mundial e ganha destaque também em Vila Rica. “Essa campanha acontece em todo o mundo e nós não poderíamos ficar de fora, pois queremos alertar a todos sobre a exploração do trabalho infantil que é crime, além disso, chamamos atenção para programas sociais que tratam desta questão sem que haja danos para os jovens, queremos conscientizar todos os vilariquenses sobre a necessidade de agir de acordo como a lei preconiza”. Lembra Lucy Meiry.

No Brasil, em 2019, havia 38,3 milhões de pessoas com entre 5 a 17 anos de idade. Deste total, 1,8 milhão estavam em situação de trabalho infantil. Houve uma redução de 16,8% no contingente de crianças e adolescente em trabalho infantil frente a 2016, quando tínhamos 2,1 milhões de crianças trabalhando. No mesmo período, a população nesse grupo etário teve redução de 4,1%.

Proporcionalmente, o Brasil tinha 5,3% de suas crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil em 2016, percentual que caiu para 4,6% em 2019. É o que mostra a PNAD Contínua sobre Trabalho de Crianças e Adolescentes, que integra as estatísticas experimentais do IBGE.

Fonte: Olhar Alerta

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *