Preso morre após ser estrangulado com lençol por colega de cela em presídio do interior do Acre

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Crime ocorreu dentro de uma cela da unidade prisional de Senador Guiomard, nesta segunda-feira (7). Iapen-AC informou que houve um desentendimento entre os presos

Waldecir do Carmo foi assassinado na tarde desta segunda-feira (7) na unidade prisional de Senador Guiomard — Foto: Arquivo/Iapen-AC
Foto: Arquivo/Iapen-AC

O detento Waldecir da Silva do Carmo foi assassinado na tarde desta segunda-feira (7) dentro da unidade prisional de Senador Guiomard, interior do Acre. A vítima foi estrangulada com um lençol de cama por um colega de cela.

Carmo e o colega estavam em isolamento na ala 22, cela 217, por desobediência e iniciaram uma briga após desentendimento. Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), o preso foi puxado para o chão pelo colega de cela.

No chão, Carmo foi agredido com socos e ficou desacordado. Ainda segundo o suspeito do crime, um lençol da cama foi colocado em volta do pescoço da vítima para estrangulá-la.

O homem confessou que amarrou o lençol na grade para concluir o estrangulamento. Os policiais penais foram até a cela, mas o preso já estava morto.

Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) esteve na unidade para remover o cadáver. O diretor-presidente do Iapen-AC, Arlenilson Cunha, explicou que a equipe da divisão de assistência social foi acionada para acompanhar a família e o funeral do preso.

“O sistema penitenciário estava há 190 dias que não tinha nenhum homicídio no estado, segundo dados de levantamento do Ministério Público. Infelizmente, tivemos essa ocorrência de homicídio. Tudo indica que foi uma questão banal, o preso está sendo ouvido, tanto pelo procedimento administrativo que foi instaurado pelo Iapen, e também na delegacia”, complementou Cunha.

Fonte: G1

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *