Sapo de cimento é fixado na "Pedra do Sapo" em Chapada dos Guimarães (MT) e atitude é criticada na web

Monumento de pedra é um atrativo turístico às margens da MT-251. Agrônomo que passa com frequência pelo trecho se diz indignado com o desrespeito à natureza.

Em 17/06/2017 07:48:00 na sessão Cidades

Foto: Eduardo Dallastra/ Arquivo pessoal

Um dos atrativos de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, a "Pedra do Sapo", que fica às margens da MT-251, mais conhecida como Rodovia Emanuel Pinheiro, teve uma intervenção humana recente.

A atitude foi criticada nas redes sociais. O engenheiro agrônomo Eduardo Dallastra, por exemplo, postou uma mensagem dizendo considerar um desrespeito à natureza.

"Um cidadão se achou no direito de violar e profanar essa obra de arte da natureza cimentando (sim, é isso mesmo, cimentando) um sapo de jardim sobre a pedra", criticou.

O agrônomo disse, na mensagem, que passa por esse trecho, onde, além da Pedra do Sapo, tem outros monumentos de rochas, e que gosta de ver e mostrar para quem está com ele essa pedra por causa do formato e imagem que se forma dependendo do ângulo.

"Esse desaforo precisa ser revertido por profissionais competentes para não destruir a formatação natural e, se possível, o responsável deve ser punido exemplarmente", cobrou.

Agrônomo se disse indignado com a atitude (Foto: Reprodução/ Instagram)

A administração do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães informou que a área onde fica a Pedra do Sapo é particular e que ainda não se sabe quem teria feito aquilo.

A analista ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), Edilaine Teodoro, afirmou que o órgão ainda não teve conhecimento desse caso e que situações desse tipo precisam ser denunciadas à Sema, para que medidas sejam tomadas.

Fonte: G1 MT



Por olharcidade2@gmail.com 17/06/2017 07:48:00

Mais notícias da sessão: Cidades